Araranguá

Cidades das Avenidas

Perfil da Cidade das Avenidas Desde o início, a região onde se formaria a cidade de Araranguá chamava a atenção dos que passavam por ela.

A Serra Geral e seu litoral de mar aberto serviam de referência para os viajantes de destinos variados – emissários da corte, missionários, militares e outros. Em meados do século XVIII, enquanto os índios habitavam as florestas da região, nestas terras, eram estabelecidos caminhos de tropeiros, formando um grande triângulo de passagem de tropas entre Viamão, Araranguá e Lages, percorrido pelos viajantes que ajudaram na formação da população pioneira da região.

A base cultural foi constituída inicialmente pelos imigrantes e descendentes das etnias açoriana, italiana, alemã e, em menor proporção, a afro-negra. Após as emancipações dos distritos que compunham a região, que geraram dezoito municípios, a cultura que predominou foi a de base açoriana, sendo preservados aspectos das outras etnias e propiciando uma significativa diversidade que forma o patrimônio cultural de Araranguá.

Conhecida como Cidade das Avenidas, pelo seu traçado urbanístico de amplas ruas e avenidas estabelecido no século XIX, Araranguá possui população de quase 55 mil habitantes, sendo que 16% reside no meio rural, dedicando-se ao cultivo do arroz, mandioca, feijão, fumo e milho.

A agricultura, o comércio, o turismo e as indústrias metalúrgicas, cerâmicas, moveleiras e de confecções, juntamente com os setores de serviços, formam a base de sua economia.

O município possui ampla rede de ensino público estadual, municipal e particular e além de Campus Universitário.

Na área da saúde, o Hospital Regional de Araranguá é o maior hospital público do sul do estado. Há ainda a unidade de saúde do Hospital Bom Pastor e diversas outras espalhadas pelos bairros.

A segurança pública conta com dois distritos policiais e a Delegacia da Mulher e do Menor, possui ainda o Batalhão da Polícia Militar e uma Guarnição do Corpo de Bombeiros.

Antes visitado por tropeiros e viajantes, o município agora recebe os muitos turistas, brasileiros e estrangeiros, que vêm contemplar sua beleza natural. Entre elas estão o Morro dos Conventos, suas furnas e dunas, além dos balneários e do rio que tem o mesmo nome da cidade.

Fonte:
http://www.ararangua.net